Rolim de Moura,
24°C

Agronegócio
Cultivo do cacau no sistema agroflorestal é aposta entre produtores de Rondônia
Estado é o segundo maior produtor de cacau na Região Norte e o terceiro do Brasil. Sistema de produção busca unir a rentabilidade e a proteção do meio ambiente.

Por G1/RO
Publicado 01/12/2019
A A
Foto: Rede Amazônica/Reprodução

O cultivo do cacau através do sistema agroflorestal é uma das apostas dos agricultores de Cacaulândia (RO) para gerar rentabilidade nas propriedades e, ao mesmo tempo, proteger o meio ambiente.

No município, que tem cerca de 200 propriedades com plantio de cacau, mora a família do produtor rural Edir Alquieri, donos de uma plantação de oito hectares que preserva as árvores nativas da floresta Amazônica.

A lavoura tem quase 40 anos. Formada junto da floresta nativa, é um exemplo de sucesso do sistema agroflorestal. Mesmo fora da época de colheita é possível encontrar o fruto temporão.

"Vamos zelar um pé de cacau, que além de ser uma árvore que está preservando a natureza, ela está produzindo riqueza, alimento. Um pé de cacau com 39 anos tem uma produção muito boa", comenta o produtor Edir.


Os frutos bonitos mesmo fora da safra tem uma explicação. O técnico da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) de Ariquemes, Cacildo Viana, explica por que o sombreamento é importante para essa planta.

"A lavoura precisa de um sombreamento que dá conforto térmico a ela, para que ela não tenha ataque ou excesso de pragas, e que ela não sofra com esse sol de 38°C, 40°C", conta.

A lavoura antiga também precisa de cuidados na poda e com as novas mudas, feitas com brotos das plantas antigas. As pesquisas indicam que o processo de enxertia é o mais indicado para a renovação cacaueira em Rondônia, segundo o superintendente da Ceplac, João Batista Moreira.


"Nós fazemos a enxertia nele e transforma ele em um cacau clonal que vai aumentar a produtividade da lavoura. Isso vai fazer com que o enraizamento desse pé antigo seja aproveitado e a lavoura se desenvolva em um tempo menor e com uma produtividade mais rápida".

Segundo dados da Secretaria de Agricultura de Rondônia, hoje o estado tem mais de 3,5 milhões de pés de cacau clonal plantados, chegando a uma produção anual de mais de 7 mil toneladas, fazendo do estado o segundo maior produtor de cacau da Região Norte e o terceiro do Brasil. Com o incentivo à agricultura familiar, a meta é aumentar a produção.

Fonte: G1/RO

Agronegócio   PRODUÇÃO   Cultivo   cacau   produtor rural   Rondônia  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.