Rolim de Moura,
29°C

Geral
Médico é acusado de vender vídeos de pacientes a site pornô
Agentes encontraram uma câmera escondida no teto do consultório. Suspeito nega acusação e alega rivalidade.

Por metropoles
Publicado 02/12/2019
Atualizado 02/12/2019
A A
Foto: Reprodução/Metropoles

Um ginecologista na Ucrânia é acusado de vender imagens de dezenas de pacientes nuas para um site pornô. As gravações teriam sido feitas durante o atendimento, sem o consentimento das vítimas. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

O escândalo estourou quando uma paciente descobriu que imagens dela sendo submetida a um exame transvaginal foram parar no site adulto. Outras mulheres também apresentaram denúncias.Durante as investigações, agentes encontraram uma câmera escondida no teto do consultório. Questionado, o ginecologista alegou que um rival havia instalado a câmera no consultório a fim de prejudicá-lo.

O suspeito foi preso e liberado logo em seguida. O ginecologista, contudo, teve a sua licença para trabalhar como médico anulada após o escândalo.

Fonte: metropoles

Suspeito   Médico   vídeos   PACIENTES   Pornô  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.