Rolim de Moura,
24°C

Política
TSE não deverá autorizar fundação do Aliança por biometria
O uso da biometria, que o bolsonaristas vão requerer,  também se revela inviável e ministros do TSE expressaram reservadamente dúvidas sobre se a Corte vai autorizar nova regra, segundo informa O Globo.  

Por O Observador
Publicado 03/12/2019
A A
Foto: O Observador

Porto Velho, RO - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve permitir nesta terça-feira (26) que a coleta de adesões de eleitores para a criação de um partido seja feita por assinatura eletrônica, mediante certificação digital.  

Mas isto não deve resolver o problema de Bolsonaro para criar o Aliança pelo Brasil a tempo das eleições de 2020, porque seus apoiadores desistiram desse sistema por considerá-lo inviável pelo preço.   

O uso da biometria, que o bolsonaristas vão requerer,  também se revela inviável e ministros do TSE expressaram reservadamente dúvidas sobre se a Corte vai autorizar nova regra, segundo informa O Globo.  

Mas o secretário-geral do partido, o advogado Admar Gonzaga, insiste: "Vamos fazer um pedido ao TSE para usar a biometria na criação do partido. Porque seria possível fazer o batimento com os dados do eleitor já cadastrado na Justiça Eleitoral".   

Os ministros ouvidos pelo Globo, no entanto, duvidam que a Corte autorize o uso da biometria na captação do apoio para a criação da legenda. Sem darem mais detalhes, eles disseram que haveria dificuldade tecnológica para a implantação desse método.

Fonte: O Observador

Biometria   Partido   bolsonaro   Justiça  

Mais em Política

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.