Rolim de Moura,
26°C

Avião é roubado e seis pessoas são feitas reféns em Cujubim, RO
Aproximadamente R$ 3 mil, do dono da aeronave, também foram roubados. Avião e suspeitos ainda não foram localizados pela polícia.

Por G1 RO
Publicado 12/01/2020
Atualizado 13/01/2020
A A
Foto: Divulgação/Facebbok

Um avião agrícola foi roubado na linha Soldado da Borracha, na zona rural de Cujubim (RO), no Vale do Jamari, na sexta-feira (10). A aeronave é um monomotor de modelo Cessna 182. Durante o assalto, pelo menos seis pessoas foram feitas reféns. Segundo as vítimas também foram levados cerca de R$ 3 mil reais do dono da aeronave.

Conforme o boletim de ocorrência, um vizinho do piloto estava em uma represa com o filho, quando por volta das 19h00, foram abordados por três homens que os chamaram para ajudar a descarregar um caminhão. Nesse momento eles foram rendidos.

"Os homens estavam encapuzados e armados. Perguntaram informações da fazenda ao lado, sendo que um [dos bandidos] ficou com meu filho e os outros dois pediram que eu os levasse até a fazenda em minha moto. Ele falou para eu agir naturalmente se não podia acontecer algo com meu filho", disse o vizinho à polícia.

Por volta das 19h30 os ladrões, junto com o refém, chegaram na fazenda do dono do avião e renderam as pessoas que estavam na casa, e depois levaram para o local o filho do vizinho.

Ainda segundo a ocorrência, os assaltantes obrigaram o dono da aeronave a entregar o dinheiro que estava no imóvel, aproximadamente R$ 3 mil, e a chave do avião.

Os assaltantes pediram aos reféns para abastecer a aeronave. Depois prenderam o vizinho e o filho em um quarto e fugiram da fazenda com as outras quatro vítimas.

"Eles colocaram panos no meu rosto e me colocaram em um carro junto com três pessoas que trabalham na fazenda. Depois de um certo tempo andando, percebi que o carro deles estava apresentando falha mecânica. Então pararam o carro, mandaram que eu e os outros três companheiros descêssemos e entrássemos no mato, nisso trocaram de roupa, cobriram o carro com um edredom e atearam fogo", relata o dono da aeronave.

Após incendiarem o veículo, os ladrões deram uma lanterna para as vítimas e mandaram que fossem embora sem olhar para trás.

"Logo em seguida ouvimos o barulho de um carro parando próximo ao local onde o outro estava queimando. Andamos a pé pelo mato até chegar na estrada e seguimos até chegar o bar na Linha 110. Quando voltamos, nos deparamos com a polícia que já tinha sido acionada", lembra um dos reféns.

Enquanto isso, as duas vítimas que ficaram presas na fazenda ouviram o barulho do avião decolando por volta das 5h.

De acordo com as testemunhas, os assaltantes estavam encapuzados e por isso não souberam dar as características físicas aos policiais, mas disseram que o piloto era um homem baixo, forte e que falava um outro idioma além do português. A aeronave e os suspeitos ainda não foram localizados pela polícia.

Neste sábado (11), uma foto do avião foi publicada em redes sociais solicitando informações sobre o paradeiro.

Fonte: G1 RO

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?