Rolim de Moura,
33°C

Coronavírus infectou mais de 600 agentes da segurança pública de Rondônia
Até esta quinta-feira (16), há mais de 500 PMs, civis, policiais penais, peritas e bombeiros recuperados. Sete óbitos estão confirmados até o momento.

Por G1 RO
Publicado 17/07/2020
A A

Pelo menos 631 profissionais da segurança pública de Rondônia já foram infectados pelo novo coronavírus, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) disponíveis até esta quinta-feira (16). No momento, há sete mortes em decorrência da doença.

O maior número de infectados está na Polícia Militar (PM): são 242. Já a Polícia Penal contabiliza 190 profissionais com a Covid-19. Apesar disso, 503 agentes já estão curados.

Conforme o levantamento da Sesau, até esta quinta:

Casos confirmados:
Perícia: 4
Policial Penal: 190
Bombeiro Militar: 59
Polícia Militar: 282
Polícia Civil: 96
Casos suspeitos:
Perícia: 2
Policial Penal: 21
Bombeiro Militar: 9
Polícia Militar: 180
Polícia Civil: 32
Afastamento preventivo:
Perícia: nenhum
Policial Penal: 320
Bombeiro Militar: 25
Polícia Militar: 223
Polícia Civil: 29
Curados:
Perícia: 1
Policial Penal: 179
Bombeiro Militar: 54
Polícia Militar: 220
Polícia Civil: 49
Descartados:
Perícia: 3
Policial Penal: 225
Bombeiro Militar: 59
Polícia Militar: 86
Polícia Civil: 59
As polícias civil e penal (com três cada uma) são as corporações com mais mortes de servidores por Covid-19. Entre a Polícia Militar, há um óbito até o momento, conforme a Sesau.

Thiago Alfaia Santos, de 41 anos, foi uma das vítimas. O policial estava internado desde 7 de junho na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com sintomas do novo coronavírus. Ao todo foram 16 dias hospitalizado, conforme o sindicato. Ele deixa mulher e uma filha.

Outra vítima foi Jamerson de Souza Bonfim que, além de lutar contra a doença, travava uma batalha contra a leucemia desde o início de fevereiro. Jamerson trabalhava como policial penal desde março de 2016 e era lotado no Centro de Ressocialização Cone Sul, em Vilhena.

Laudicéia Bezerra Siqueira Campos tinha 34 anos e também morreu por conta do vírus. Ela era lotada no Centro de Ressocialização Suely Maria Mendonça, uma penitenciária feminina, em Porto Velho. Em nota, a Sejus disse que o profissionalismo e a dedicação da policial penal "farão muita falta" à secretaria.

Curva em ascensão
Rondônia chegou a 28.654 casos confirmados do novo coronavírus nesta quinta e já soma 677 óbitos, segundo dados da Sesau. São 737 confirmações a mais do que o registrado na última quarta-feira (15).

Porto Velho continua sendo a cidade com maior número de infectados: são 16.501 diagnósticos da doença e 448 óbitos. Em seguida está Ariquemes (1.817), Guajará-Mirim (1.804) e Jaru (928).

A Sesau também divulgou que há:

17.937 pacientes recuperados;
451 pacientes internados no total;
102.531 testes realizados e;
897 casos suspeitos aguardando resultado no Lacen.

Fonte: G1 RO

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?