Rolim de Moura,

Governo de Rondônia publica edital para elaboração de estudos técnicos da expansão da Infovia
O edital trata-se de uma das etapas para o projeto de expansão da Infovia

Publicado 14/09/2020
A A

O Governo de Rondônia publicou na sexta-feira (11) o edital de chamamento para o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) da iniciativa privada para a estruturação de projeto destinado à implantação, operação e manutenção de infraestrutura. O edital trata-se de uma das etapas para o projeto de expansão da Infovia.

De acordo com o edital, poderão participar do PMI pessoas físicas ou jurídicas, de direito privado ou grupo de pessoas, nacionais ou estrangeiras, que observem as condições previstas no edital.

Atualmente, Rondônia gasta anualmente cerca de R$ 17,5 milhões com contratos de internet e MPLS (protocolo de transporte). O Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas, prevê que com a parceria público-privada pode haver uma economia de quase R$ 8 milhões, tendo em vista que cada secretaria faz seu próprio contrato de link de internet.

A medida irá centralizar os contratos e atender todas as mais de mil unidades do Estado. A Infovia Rondônia é uma rede de fibra óptica que interliga suas unidades, fornecendo serviços de conectividade como links de internet e infraestrutura de transporte de dados voz e imagem. Atualmente, a rede está presente em Porto Velho, Candeias do Jamari e Ariquemes. Sua expansão levará conectividade aos lugares que ainda não existe ou é deficitária.

Segundo o superintendente de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), coronel Delner Freire, a expansão da Infovia para todos os municípios e distritos oportunizará a democratização da internet, com cidades inteligentes agregando serviços tecnológicos que melhorem o bem estar da população e equidade no acesso aos serviços prestados pelo poder público. “É a tecnologia resultando na redução de desigualdades”, enfatiza.

Com a medida, o Governo de Rondônia trará benefícios e proporcionará conectividade, fomentando o acesso à tecnologia aos municípios.

O coordenador de Infraestrutura da Setic, Gabriel Carrijo, ressalta que essa expansão atenderá a prestação de serviços ao cidadão, com aumento da agilidade nas comunicações dos postos de atendimento, como por exemplo, o Tudo Aqui e as unidades do Governo espalhadas pelos municípios do interior, e vai melhorar o fluxo dos dados e informações trafegados, mantendo-os protegidos contra perda e incidentes, fazendo com que o atendimento oferecido ao cidadão seja prestado de maneira unificada.

A parceria público-privada permitirá a exploração econômica da rede, permitindo a comercialização dos serviços. Por sua vez, parte da receita retornará para os cofres públicos na forma de royalties, permitindo a constante atualização tecnológica.