Rolim de Moura,

Dois brasileiros e dois bolivianos são mortos em suposto confronto com policiais na fronteira de MT
Um dos suspeitos era irmão de um dos homens mortos em outro suposto confronto no dia 11 de agosto. Naquela ocasião, quatro indígenas do povo chiquitano foram mortos a tiros pelo Gefron.

Por G1 MT
Publicado 28/09/2020
A A

Dois brasileiros e dois bolivianos que carregavam drogas foram mortos em um suposto confronto com policiais do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) na madrugada de domingo (27) nas proximidades de Cáceres, a 220 km de Cuiabá, região de fronteira com a Bolívia.

Foram apreendidos cerca de 90 kg de pasta base de cocaína e quatro armas.

Segundo o Gefron, os policiais patrulhavam na região do Rio Jauru quando tentaram abordar os suspeitos.

O local é conhecido por ser rota de travessia de ‘mulas humanas’, que são pessoas contratadas por traficantes para fazer o transporte da droga entre os países.

Os supostos traficantes estariam armados e atiraram na polícia brasileira. Houve reação dos policiais e os quatro suspeitos foram baleados. Cada um deles estava armado e carregava uma mochila com droga e alimentos.

Eles foram socorridos até um hospital, mas não resistiram e morreram.

Um dos suspeitos era irmão de um dos homens mortos em outro suposto confronto no dia 11 de agosto. Naquela ocasião, quatro indígenas do povo chiquitano foram mortos a tiros pelo Gefron.

À época, os policiais alegaram que o grupo estava armado e atirou contra os agentes.

No entanto, autoridades bolivianas e as quatro famílias das vítimas fizeram declarações à imprensa da Bolívia onde cobraram esclarecimentos da polícia brasileira sobre o episódio.

Fonte: G1 MT