Rolim de Moura,

Rondônia acumula mais de 560 focos de queimadas na 4ª semana de setembro; alta é de 27%
Entre 22 e 29 de setembro foram registrados 567 focos de fogo, enquanto que no mesmo período do ano passado houve 446 pontos ativos. Registros são do satélite de referência do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Por G1 RO
Publicado 30/09/2020
A A

Rondônia acumulou exatos 567 focos de queimadas entre os dias 22 e 29 de setembro de 2020. O quantitativo é 27,1% maior do que o registrado no mesmo período de 2019, quando o estado somou 446 focos de fogo. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) por meio do satélite de referência Aqua do Programa Queimadas.

Assim como no decorrer do mês, a região permaneceu na 4ª posição nacional dos estados que mais tiveram detecção de focos de queimadas nesses sete dias, ficando atrás do Pará (1.228), Mato Grosso (699) e Acre (665). O Amazonas aparece na quinta colocação com 371 focos.

Em ambos os períodos, a capital Porto Velho ocupa a primeira colocação no ranking dos municípios que mais apresentaram pontos de chamas.

Na quarta semana de setembro de 2020, o município contabilizou 157 focos – representando 26,8% do total registrado no período em Rondônia. Já nesta mesma época em 2019 foram 89 pontos de chamas, um aumento de 76,4%.

As cinco cidades que mais tiveram focos na quarta semana de setembro de 2020 foram:

  • Porto Velho - 157
  • Nova Mamoré - 67
  • Cujubim - 33
  • Costa Marques - 29
  • Guajará-Mirim - 25

A capital rondoniense também se destaca no ranking nacional sendo a segunda cidade com maior número de queimadas:

  • São Félix do Xingu (PA) - 181
  • Porto Velho (RO) - 157
  • Sena Madureira (AC) - 139
  • Altamira (PA) - 104
  • Xapuri (AC) - 104

Dos 567 focos registrados de 22 a 29 de setembro de 2020 em Rondônia, 50 foram detectados em terras indígenas (entre elas as TIs Uru-Eu-Wau-Wau e Karipuna, com seis e cinco pontos de chamas, respectivamente) e outros 52 nas unidades estaduais de conservação.

No acumulado de oito meses, entre 1º de janeiro a 31 de agosto de 2020, o número de focos de queimadas registrados em Rondônia teve queda de 42,1% também se comparado ao mesmo período do ano passado. São 3.876 focos ativos notificados contra 6.701 em 2019.

Fonte: G1 RO