Rolim de Moura,

Perícia do Ipem atesta irregularidade em produtos de supermercados
Empresa terá dez dias para apresentar sua defesa junto ao jurídico do Ipem

Publicado 01/10/2020
A A

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Rondônia (Ipem-RO) segue desenvolvendo uma série de perícias laboratoriais. O alvo da vistoria, desta vez, foi voltado para os molhos de pimenta expostos em supermercados. Conforme a equipe de pré-medidos, dentro dos pacotes não havia a quantidade expressa nas embalagens. Agora, a indústria acionada tem até dez dias para recorrer junto ao órgão.

No primeiro lote, o produto foi reprovado na avaliação individual, onde cinco unidades ficaram abaixo dos 900 ml. “Todas as unidades estavam lacradas e mesmo assim teve uma unidade com 864 ml na conferência.  É possível que tenha sido erro de envase na indústria”, destacou Elli Maus, metrologista do Ipem.

Já no segundo lote foi analisado outro modelo de pimenta e todos estiveram abaixo de 900 ml, o qual foi reprovado na avaliação da média de pesagem do produto. “Nenhum deles deu acima da indicação. Não checaram a massa específica do produto. É possível que tenham trabalhado com a mesma especificação do primeiro produto, porém a composição química é diferente”, pontuou a metrologista.

O consumidor que encontrar ou suspeitar de alguma irregularidade em produtos à venda nos supermercados pode relatar o ocorrido à Ouvidoria do Ipem, pelo e-mail [email protected] ou ainda pelo telefone (69) 98479-9055 (via WhatsApp).