Rolim de Moura,

Mecânico sofreu 3 sessões de tortura no mesmo dia e foi roubado por playboy, diz delegado
O suspeito que está preso desde o dia 8 de dezembro, será denunciado pela Polícia Civil que concluiu o inquérito.

Publicado 18/12/2020
A A

O suspeito identificado [G. H. A.], de 20 anos, que espancou um mecânico de Tangará da Serra (241 km da Capital), foi indiciado por tortura e roubo qualificado. A agressão aconteceu no dia 3 de dezembro, mas o suspeito só foi preso no dia 8, após o vídeo das agressões viralizarem nas redes sociais. O delegado Adir Pinheiro, responsável pelo caso, contou que não ocorreu apenas a tortura mostrada no vídeo.

“Após aquela ação, eles voltaram na oficina, no mesmo dia, e agrediram a vítima novamente. Depois daquele vídeo, aquele rapaz que aparece agredindo faz outro vídeo agredindo, mas, dessa vez, em forma de selfie, segurando o celular com uma mão e batendo com a outra”, afirmou em coletiva de imprensa. De acordo com o delegado, foram pelo menos três sessões de tortura, que ocorreram no mesmo dia.

“Também estou acrescentando no inquérito o crime de roubo qualificado. Os dois elementos, obrigaram a vítima a retirar uma peça de um carro de um cliente que estava na oficina e levaram essa peça”, disse.

O caso

O crime foi gravado e viralizou nas redes sociais, causando revolta na população. O suspeito [G. H. A.] que aparece nas imagens de cabeça raspada para não ser reconhecido, espancou o mecânico devido uma dívida dentro de uma oficina. O torturador chega a quebrar uma garrafa de cerveja na cabeça da vítima. A sessão de tortura aconteceu na quinta-feira (3) e foi filmada por outra pessoa, que também foi presa no dia 8 de dezembro, em uma fazenda em Tangará da Serra. Em uma entrevista, realizada no dia 11 de dezembro, o mecânico afirmou que no momento das agressões sentiu que iria morrer. Ele contou ainda, que não guarda nenhum rancor.  

“Não faria justiça com as próprias mãos, pois, a justiça já foi feita. Agora coloco na mão de Deus, porque ele decide o que faz. Por mim, está perdoado”, disse a vítima, com lágrima nos olhos.

Fonte: Repórter MT

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?