Rolim de Moura,
25°C

Geral
Pimenta produzida no DF ganha reconhecimento internacional
Priscila de Ávila há 10 anos se dedica ao plantio e seu principal destaque é Carolina Heaper, a pimenta mais ardida do mundo

Por Brasil Rural
Publicado 11/06/2019
A A
Foto: Reprodução

Na segunda-feira (10), o Brasil Rural entrevistou Priscila de Ávila, produtora rural que se dedica há dez anos ao cultivo de pimentas. Sua produção ganhou notoriedade dentro do mercado da pimenta mundial e deu a ela o título de Mestre Pimenteira. "Eu sou a única mulher mestre pimenteira no mundo", disse. 

Priscila contou que já cultivou 210 tipos tipos de pimenta, mas que agora se dedica exclusivamente à Carolina Reaper, considerada a mais ardida do mundo, de acordo com a escala Scoville que mede o ardor da pimenta. Segundo ela, dois bons aliados ao alívio da ardência na boca, são os derivados do leite ou miolo de pão.

"A pimenta Carolina Reaper é original da Carolina do Sul. É um cruzamento de Bhut Jolokia com Habanero Red e quem fez o cruzamento foi Ed Currie." 

 

Fonte: Brasil Rural

Plantio   Pimenta   produtora   MERCADO   brasil  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.