Rolim de Moura,
21°C

Polícia
Fiscalização contra a pesca predatória é realizada nos rios Abuña e Rio Madeira

Assessoria de Imprensa
Publicado 12/07/2019
A A

Em fiscalização contra a pesca predatória nos dias  09 e 10 de julho, nos rios Abuña e Rio Madeira, a Coordenadoria de Proteção Ambiental – Copam da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam, com apoio do Batalhão de Polícia Ambiental – BPA apreendeu mais de 2 toneladas  de pescado irregular, além de mais de 3.000 metros de malhadeiras fora da medida e em locais proibidos.
Os peixes apreendidos estavam abaixo da medida permitida, entrando em desacordo com a portaria nº 08 do Ibama/1996 e o Decreto Federal 6.514, artigo 35. Após a verificação de que o pescado estava apto para o consumo humano, os peixes foram doados para as instituições Educacionais dos distritos de Vista Alegre e Abuna – Casa Familia Rosetta, Secretaria de estado de Assistencia e do Desenvolvimento Social e Associacao Pestalozzi.

A pesca predatória é crime. De acordo com a Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98, dependendo das circunstâncias, dentre outras punições, o criminoso estará sujeito a multas e apreensão de equipamentos e embarcação.

Para realizar denúncias, a população pode registrar o flagrante de qualquer crime ambiental com fotos, vídeos ou informar os nomes dos envolvidos à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam pelo número (69) 3212-9613 (Copam) e (69) 3212-9648 / 98482-8690 (Ouvidoria Ambiental), ou ainda, o Batalhão de Polícia Ambiental – BPA, pelo número (69) 3230-1088. A identidade do cidadão será mantida em sigilo absoluto.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Pescado Irregular   BPA   Rio Abuña   Rio Madeira   Fiscalização  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.