Rolim de Moura,
33°C

Polícia
Mulher mata marido a pauladas por ele impedir namoro da filha
O homem já teria tentado estuprar a garota e ameaçava atear fogo na casa e matar a mulher e a enteada, caso a jovem assumisse o namoro.

Por Repórter MT
Publicado 12/08/2019
A A

A Polícia Militar de Barra do Garças (520 km distante de Cuiabá) prendeu neste domingo (12), uma mulher de 40 anos, por matar o marido, de 45 anos, a pauladas. O crime teria sido motivado por ciúmes do homem com a enteada que, já havia sido ameaçada de morte por ele se assumisse o namoro. O homem teria ainda tentado estuprar a garota.

De acordo com a PM, a mulher afirmou que ela e o marido discutiram por causa de jovem de 18 que pretendia namorar. José Carlos teria então proibido a enteada de se relacionar com quem quer seja, por ciúme, a mãe interveio porque o companheiro ameaçou de matar e atear fogo na casa da família se, por ventura, a menina aceitasse o relacionamento.

Kênia Neres Mattos, contou ainda que anteriormente o marido havia tentado estuprar a filha dela, e dessa vez, durante a discussão com o companheiro, o agrediu para se defender, uma vez que ele já havia a jurado de morte. A mulher afirma que o marido exigiu que ela expulsasse de casa a filha, pelo fato de não acatar suas ordens de não namorar.

Kênia contou que no meio da discussão o marido proferiu novas ameaças e ela se armou com um pedaço de madeira por medo de ele a atacar. Dado momento, ele virou-se de costas para ela, que teria desferido uma paulada na cabeça dele.

O homem então depois de cair teria tentado se levantar, mas foi golpeado outras vezes pela companheira. Percebendo que José estava sem os sinais vitais, Kênia teria ido à casa do vizinho pedir ajuda para acionar o socorro médico.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi ao local do crime e socorreu José, que não resistiu e morreu.

A Polícia Civil e a Perícia Técnica estiveram no local.

Kênia foi levada pela Polícia Militar para a delegacia, onde prestou esclarecimentos e aguarda presa. O pedaço de madeira utilizado no crime foi encaminhado para perícia. O Poder Judiciário não confirmou se a mulher passará nesta segunda-feira (12) por audiência de custódia. 

Fonte: Repórter MT

Alegou Defesa   Paulada   Marido   FILHA   Namoro   Polícia Militar   Barra do Garças  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.