Rolim de Moura,
23°C

Geral
Jovem tem couro cabeludo arrancado em acidente com kart
Quase todo tecido já foi reimplantado, informou o hospital

Por O Segundo
Publicado 14/08/2019
Atualizado 14/08/2019
A A

A equipe médica do Hospital da Restauração (HR) detalhou, na manhã desta terça-feira (13), em coletiva de imprensa, o estado de saúde da jovem Débora Stephany Dantas de Oliveira, 19 anos. A jovem teve o couro cabeludo arrancado durante um acidente em uma pista de kart, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, no fim da tarde do domingo (11).

Débora, que é auxiliar de ensino infantil, passou por uma cirurgia, que durou cerca de cinco horas, na segunda (12), para realizar a reconstrução do couro cabeludo.

De acordo com o médico Jonathan Vidal, responsável pela cirurgia, a jovem chegou à unidade de saúde com cem por cento do couro cabeludo arrancado. Ainda segundo o cirurgião, Débora perdeu bastante sangue no acidente e foi preciso fazer a reconstrução dos vasos sanguíneos. Apesar da dificuldade do caso, a equipe médica considera o resultado da intervenção cirúrgica satisfatório.

O procedimento foi bastante delicado e, para reconstrução da área afetada, a equipe médica utilizou quase todo tecido capilar de Débora, que esteve consciente em todos os momentos. "Infelizmente, nós não conseguimos aproveitar 100%, porque durante o acidente o couro cabeludo foi cortado, então aproveitamos basicamente 80%, além da parte principal, que envolve as pálpebras, as sobrancelhas e a região da testa", afirmou o médico. 

Vidal afirmou ainda que outras cirurgias devem ser realizadas para reconstruir a parte posterior do couro cabeludo da jovem. "Esse foi um procedimento inicial, caso nós tenhamos exito, isso vai ser um grande avanço, porque ela vai preservar boa parte do rosto e a parte principal para manter a relação social dela, mas a porção posterior não conseguimos reconstruir e o faremos num segundo momento. Então, haverá outros procedimentos", disse.

A jovem agora se recupera na enfermaria do setor neurológico do HR. De acordo com o médico Jonathan Vidal, ela não corre risco de morte e seu quadro é considero estável.

(Foto: Cortesia/Jornal do Commercio)

Perícia
Na manhã desta terça-feira, uma equipe do Instituto de Criminalística foi ao local do acidente para realizar a perícia, como parte das investigações. Os peritos, no entanto, preferiram não conceder entrevista à imprensa para falar do caso.

Relembre o caso
Uma auxiliar de ensino infantil de 19 anos teve o couro cabeludo arrancado durante um acidente em uma pista de kart, no estacionamento do supermercado Walmart, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, no fim da tarde do domingo (11).

Segundo familiares, Débora Stefanny Dantas Oliveira havia ido ao local pela primeira vez para se divertir com o namorado e usava todos os equipamentos de segurança. O casal havia pagado R$ 100 para dar 22 voltas mas na segunda o cabelo da auxiliar de ensino saiu do capacete e ficou preso ao motor do kart, que estaria sem proteção.

Os familiares da jovem ainda afirmaram que o estabelecimento não prestou socorro à auxiliar de ensino infantil. Após o acidente, o couro cabeludo dela foi colocado em uma sacola e entregue ao namorado da jovem, que a levou para o Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife.

Por meio de nota, o supermercado informou que o acidente aconteceu em um espaço locado à empresa Adrenalina Kart e que, até que as causas do acidente sejam esclarecidas, esse serviço está suspenso. O Walmart disse ainda que lamenta o ocorrido e está contato com a família para prestar a assistência necessária à vítima. Leia a nota:

"Informamos que o fato acorreu em um espaço locado no estacionamento da loja para a empresa Adrenalina Kart, e, até que as causas do acidente sejam esclarecidas, esse serviço está suspenso. Lamentamos o ocorrido e estamos em contato com a família para prestar a assistência necessária à vítima."

Pista interditada
A pista de kart não retomará as atividades. O lugar foi interditado após uma fiscalização ser realizada pelo Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon-PE) na tarde dessa segunda-feira (12).

De acordo com Wanderlei Dreyer, pai do dono da empresa Adrenalina Kart, o fechamento do local já estava previsto antes da jovem ter o couro cabeludo arrancado. "O fechamento da pista já estava programado para a quarta-feira [14 de agosto] porque não estava dando o retorno que nós estávamos esperando", explicou. Sobre o que aconteceu com a auxiliar de ensino infantil, o empresário definiu como um 'acidente'."Foi passada toda a orientação. A cliente assinou o termo. Nós damos aulas aqui dentro e o funcionário que dá aulas aqui tem mais de quinze anos de experiência no mercado de kart".

Fonte: O Segundo

Em Recuperação   HOSPITAL   Pista de Kart   Couro Cabeludo   JOVEM   Acidente   Cabelo   arrancado  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.