Rolim de Moura,
25°C

Cidades
Seringas são amontoadas aos milhares em almoxarifado da SEMUSA na capital
De acordo com a indicação das caixas, muitas seringas que ainda não venceram perecem

Por Rondoniaovivo
Publicado 12/09/2019
A A

Enquanto as UPAs e as Unidades Básicas de Saúde em Porto Velho andam cambaleantes com pacientes esperando até quatro horas para atendimento em prédios sem ar-condicionado, extintores, água e algumas vezes até porta, a prefeitura de Porto Velho parece não se importar com o desperdício de dinheiro público destinado para os serviços de saúde.

Ao menos essa é a situação registrada na manhã desta quinta-feira (11) pelo repórter William Ferreira “Homem do Tempo” dentro do almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde – SEMUSA, onde milhares de seringas que nunca chegaram a serem utilizadas estão amontoadas em um beco sem qualquer proteção.

De acordo com a indicação das caixas, muitas seringas que ainda não venceram perecem ao relento, elas se misturam a outras que já estão vencidas.  A situação é de risco para algum despercebido que passe no local, não existe qualquer sinalização que se trata material perfurante.

A reportagem entrou em contato com a SEMUSA através de sua assessoria de imprensa, mas não obteve resposta até a publicação desse material. Cada seringa dessa marca e modelo custa em média R$ 2 vendida em pacotes de 11 unidades.

Fonte: Rondoniaovivo

Descaso   Seringas   Almoxarifado   Capital   Semusa  

Mais em Cidades

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.