Rolim de Moura,

Agronegócio
Boi: Apesar da queda de 36% em Janeiro, embarques à China seguem elevados
De acordo com dados da Secex, em janeiro, foram embarcadas 53,2 mil toneladas à China

Por Agro Rondônia
Publicado 13/02/2020
Atualizado 13/02/2020
A A
Foto: Reprodução/Abnner Kaique

Em janeiro, as exportações brasileiras de carne bovina foram recordes para o mês, mas recuaram pouco mais de 20% frente ao volume embarcado em dezembro do ano passado. Segundo pesquisadores do Cepea, dentre os motivos para esta queda esteve a forte retração das vendas à China, o principal destino da proteína nacional.

De acordo com dados da Secex, em janeiro, foram embarcadas 53,2 mil toneladas à China, 36,3% a menos do que em dezembro, mas mais que o dobro da quantidade enviada ao país asiático em janeiro de 2019 (de 23,54 mil toneladas). Após intensificar as aquisições da carne brasileira nos últimos meses de 2019, visando o abastecimento doméstico para as festividades do ano novo chinês – comemorado em 2020 no dia 25 de janeiro –, a China freou as importações em janeiro.

É preciso observar também que o volume adquirido pelo país asiático em outubro e em novembro de 2019 esteve acima de 83 mil toneladas, quantidade recorde, bastante atípica e que dificilmente se sustentaria por muitos meses seguidos – ou seja, um enfraquecimento nas vendas ao país neste início de 2020 já era esperado.

No mercado brasileiro, o Indicador do Boi Gordo Cepea/B3 (estado de São Paulo) acumulou alta de 2,4% nos últimos sete dias, apesar de ter oscilado no período, fechando a R$ 197,55 nessa quarta-feira, 12.

Fonte: Agro Rondônia

Carne Bovina   Janeiro   exportações brasileiras   China   Queda 36%   Seguem Elevados  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.