Rolim de Moura,

Capacitação em serviços de Ater fortalece política de regularização ambiental de Rondônia
A parceria entre Emater e Rioterra oferece ampla cooperação e intercâmbio científico e tecnológico

Publicado 13/11/2020
Atualizado 13/11/2020
A A

A parceria firmada entre a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia e do Centro de Estudos da Cultura do Meio Ambiente da Amazônia (Rioterra) para compartilhamento de conhecimentos técnicos superou os desafios da pandemia do coronavírus. A proposta inicial que previa capacitação, assessoramento e troca de informações entre técnicos, a fim de promover a recuperação da vegetação, tendo por base o Plano de Recuperação Ambiental (PRA), de forma presencial teve que ser adequada. Desafios vencidos, os cursos vêm sendo ministrados e têm contribuído para a implementação das políticas de regularização ambiental do Estado.

O Termo de Cooperação firmado entre as duas entidades no início de 2020 teve como objetivo oferecer ampla cooperação e intercâmbio científico e tecnológico, reforçando o compromisso firmado para o desenvolvimento da política de Regularização Ambiental de Rondônia. Dentre as ações estavam previstas capacitações por meio de palestras técnicas, cursos, seminários, entre outros de modalidade coletiva e presencial, aprimorando conhecimentos tanto dos técnicos envolvidos como dos produtores familiares inseridos no PRA.

Os desafios foram vencidos com a plataforma digital para capacitação técnica lançada pela Emater-RO, em meados de junho deste ano, quando deu os primeiros passos para a modernização e implantação da autarquia. Na impossibilidade dos cursos presenciais, utilizando a plataforma de Capacitação em Serviços de Ater, foram realizados cursos online e semipresenciais, garantindo a continuidade das atividades sem nenhum prejuízo para os participantes.

Segundo a extensionista responsável pela área ambiental da Emater-RO, Fabiana Bezerra, já foram realizados capacitação online de outorga para técnicos de ambas as entidades; curso semipresencial sobre Projeto de Recuperação de Área Degradada e/ou Alterada (Prada) Manual, realizado pela Rioterra para os técnicos da Emater-RO; e curso sobre cafeicultura online, através da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), pela Emater-RO nos municípios de Itapuã do Oeste, Ji-Paraná e Rolim de Moura. Dentro do processo de implementação do PRA está a elaboração do Prada, que orientará o trabalho em cada propriedade com passivo ambiental. “Os técnicos precisam ter noção de modelos de recuperação, espécies utilizadas e de como será os processos de recuperação junto ao produtor”, explica a extensionista.

Fabiana explica ainda que os cursos têm por objetivo de orientar os procedimentos após a homologação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), bem como orientar quais os passos a serem seguidos. Além dos cursos, a parceria entre Emater-RO e Rioterra também prevê a realização de palestras técnicas e seminários, entre outros de modalidade coletiva, online ou presencial, que contribuirão para aprimorar os conhecimentos tanto dos técnicos quanto dos produtores rurais familiares inseridos no PRA.