Rolim de Moura,

Estádio Aluízio Ferreira volta a ter obras paralisadas

Publicado 14/12/2020
A A

O estádio Aluízio Ferreira teve novamente as obras paralisadas. A informação foi confirmada pelo superintendente da Sejucel (Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer), Jobson Bandeira, que concedeu entrevista ao programa Panorama Esportivo da Rádio Alvorada de Ji-Paraná.

"As pessoas pensam que o Jobson parou o estádio para fazer a obra, mas não é competência minha, nós temos um setor competente pra que a obra aconteça e venho cobrando quase todos os dias para que isso aconteça, mas eles têm os técnicos, engenheiros e as pessoas que trabalham direto com a empresa", esclareceu o superintendente.

Jobson Bandeira ainda pontuou sobre as críticas feitas a Sejucel sobre as condições atuais do estádio Aluízio Ferreira. "Todos sabiam que não era o ideal, porém conversamos com a empresa, e como a obra estava parada por conta da pandemia, perguntamos se poderíamos fazer a manutenção do campo de jogo para que pudéssemos fazer as finais do campeonato e sem utilizar aonde estaria sendo feito obra, fizemos um convencimento e uma tratativa e conseguimos para ambas as partes fazer, entretanto o pessoal não entendeu que o estádio está em reforma e alguns criticaram apontando, tem lixo ali, tem saco aqui, pedra”, frisou.

O superintendente confirmou que tem pressa para o término da obra já que a temporada 2021 está prevista para ser iniciada no mês de fevereiro. "Eles que vão me dizer e já falei que em fevereiro precisaria que o campo estivesse disponibilizado pra que a gente tenha o campeonato dentro de uma normalidade", resumiu.

Neste ano, o estádio Aluízio Ferreira esteve fechado durante boa parte do Campeonato Rondoniense, porém, ainda assim, recebeu três jogos com mando do Porto Velho. Além dos jogos da Locomotiva, o local foi palco do Estadual Feminino (três jogos) e também da participação do Avaí Rondônia na Copa do Brasil Sub-17.

Fique ligado!

Quer receber nossas notificações?